Depressão é tema anual da Ordem DeMolay
Publicado em 02 de Agosto de 2016
Foto: Thinkstock
“Um pouco antes de eu iniciar na Ordem DeMolay, eu estava com depressão, quase não resisti, tentei suicídio algumas vezes na época. Para mim, não tinha sentido eu continuar no mundo, pois eu não fazia diferença nele mesmo”. Esse relato foi o pontapé inicial para que o tema anual da Ordem DeMolay 2016/2017 fosse “Depressão não é frescura”. O proponente, o jovem Pedro Camargo, Mestre Conselheiro Estadual do Amazonas, vivenciou o problema e resolveu trazer a discussão para a Ordem DeMolay. No último domingo (31), o Supremo Conselho adotou o tema anual.
 
A ideia, segundo Camargo, é mostrar que a depressão é um problema que afeta crianças, jovens e adultos e que, com a devida abordagem, pode salvar vidas. “A frase foi escolhida porque eu escutei muito isso quando eu estava passando por ela, falavam muito que tudo aquilo era frescura”, lembra a jovem liderança amazonense.
 
Da “cura” pessoal na Ordem DeMolay, “quando os irmãos, sem saberem, ajudaram”, Camargo iniciou o projeto no Gabinete Estadual. “Fizemos uma reunião à nível estadual, com a presença de dois profissionais do ramo da psicologia, quando os mesmos fizeram uma palestra e um debate acerca da doença. Ao término da reunião, lançamos oficialmente a campanha por meio de um vídeo, cujo alguns irmãos de todo Brasil enviaram seus trechos dizendo a pequena frase ‘Depressão não é frescura’”, explica o Mestre Conselheiro Estadual do Amazonas.
 
Durante a sessão anual, o tema foi eleito com 26 votos – quatro à frente de outra proposta, em defesa das escolas públicas. Nas próximas semanas, o Gabinete Nacional apresenta o material base para ser utilizado por Capítulos e Organizações Afiliadas nos próximos meses. “Não podemos mais deixar de falar sobre a Depressão, não podemos mais deixar com que tantos jovens percam suas vidas”, ressalta Camargo.

Veja o vídeo da campanha já disponível no facebook: