22 de Fevereiro de 2020
DeMolay International
Memorial DeMolay
Revista DeMolay
O que você não pode esquecer no 1º dia de prova do Enem
Publicado em 02 de Novembro de 2019
Pesquisa: "ENEM"
Foto: Google
Nada substitui toda a preparação ao longo do ano, mas algumas dicas de língua portuguesa e produção de texto de última hora podem ser de grande ajuda para os milhões de estudantes farão a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 neste domingo (3).

Nesta primeira etapa, os candidatos farão os testes de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias e Ciências Humanas e Suas Tecnologias, além de uma redação dissertativa-argumentativa. [a prova deverá ser feita inteiramente com caneta preta]

Diferentemente de vestibulares mais conteudistas, o formato de prova do Enem não deixa muito espaço para macetes ou "decorebas", exigindo mais habilidades do que conhecimentos específicos. Conhecido pelo grande volume de textos que há em todas as questões, o exame está mais ligado a leitura e interpretação de texto. "

Via de regra, a prova de português não tem questões de norma culta", diz coordenador de linguagens do Anglo Vestibulares, Sérgio Paganim.

Veja a seguir as dicas que dos especialistas para o primeiro dia de prova do Enem. Atenção à interpretação de texto e às particularidades da linguagem.

O candidato deve estar preparado para identificar e saber extrair sentido de diferentes gêneros textuais, estejam eles em linguagem verbal (como notícias, trechos de obras literárias em prosa, poemas e propagandas) ou não verbal (como charges e quadrinhos). Além disso, deve conhecer as funções da linguagem, a variação linguística e escolas literárias.

No total, são 45 questões que abordam língua portuguesa e folhear jornais e revistas pode ajudar a refrescar a memória para as diferenças textuais. Como cada uma delas tem um texto diferente, a coordenadora de português do Grupo Etapa, Simone Motta, lembra a importância da concentração.

"É importante que [os estudantes] tenham um foco diferente e que façam uma leitura cuidadosa do enunciado para localizar no texto o que está sendo pedido", diz.

Administre bem o tempo

O tempo, vale lembrar, é um dos grandes vilões do Enem. No dia 3, os alunos terão um máximo de cinco horas e 30 minutos para resolver 90 questões e escrever a redação. Em relação a isso, Paganim aponta que uma das dificuldades mais comuns entre os participantes do Enem é com poemas.

"Não tem uma regra para ler poema, ou poesia não seria poesia. Mas essa leitura precisa de mais tempo", diz. Esse tempo extra (cerca de cinco minutos por poema, estima) deve ser dedicado a tentar perceber os significados das palavras, arranjos, contextos e recursos linguísticos que vão ajudar na interpretação desse estilo de texto. 

Outra grande vítima da falta de tempo é a redação. O professor recomenda que o estudante trabalhe na redação em no máximo uma hora e meia, divididas em três blocos de 30 minutos cada um. A primeira meia hora deve ser dedicada à leitura da coletânea de textos da redação, definição do posicionamento e dos argumentos que serão usados, e elaboração de um projeto de texto.

Os próximos 30 minutos são para a execução do projeto e a meia hora final é o momento de passar o texto a limpo e fazer quaisquer pequenas alterações que sejam necessárias.

Revise a redação e os critérios exigidos. 

A correção da redação é feita com base em cinco competências diferentes. Com peso igual, cada uma aborda um aspecto diferente que deve estar contido no texto dissertativo-argumentativo, em que é imprescindível que o participante tome uma posição.

Na prova de redação do Enem são avaliados: domínio da língua portuguesa escrita; compreensão da proposta de redação e o repertório pessoal que o candidato traz para a discussão; seleção e organização das informações e defesa de uma opinião bem definida; conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para construir a argumentação, demonstrando coesão; e elaboração de uma proposta de intervenção para o problema abordado.

Entre todos esses aspectos, Paganim e Motta apontam que as maiores dificuldades estão na demonstração clara de um posicionamento e na proposta de intervenção. Assim, a dica é que a opinião do autor esteja expressa o mais cedo possível no texto e que fique atento ao quão factível e realista é a sua proposta de intervenção. A resolução do problema deve ter um agente, uma ação, um modo de execução com detalhes o suficiente para ser compreendido e com um efeito.

"Leia a cartilha do participante e saiba como você vai ser avaliado. Sabendo como a redação é corrigida, você consegue produzi-la de acordo com o que vai ser cobrado", lembra a professora do Etapa.

Fonte: UOL Educação
ENTREVISTAS
André Gondim, Grande Escriba do Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco
01. Fale um pouco sobre você.   Sou André de Aragão e [...]
Edilson Araújo, Grão-Mestre da GLEPA
Edilson Araújo dos Santos, tomou posse no mês de fevereiro no cargo de [...]
Reginaldo Souza, Presidente da Alumni Pará
Conheça mais sobre Reginaldo Ferreira de Souza Junior, Presidente da [...]
Daricélio Moreira, PMCN
De ônibus de Rio Branco (AC) para Campo Grande (MS), Daricélio Moreira [...]
DM BRASIL
Mestre Conselheiro Nacional Adjunto participa de Instalações no Paraná
Nosso Mestre Conselheiro Nacional Adjunto, João Eduardo prestigia instalações de oficiais no [...]
DeMolay Brasil
Grande Mestre Nacional Adjunto participa de Curso de Líderes e se reúne com potências maçônicas em Minas Gerais
Nos dias 08 e 09 de fevereiro aconteceu o 12º Curso de Líderes da Ordem DeMolay mineira. Na oportunidade, o [...]
DeMolay Brasil
Grande Mestre Nacional Adjunto participa do XXII CONAMESCO em Rondônia
O XXII Conselho de Aprimoramento para Mestres Conselheiros - CONAMESCO em Rondônia foi um evento ocorrido nos [...]
DeMolay Brasil
Nós Apoiamos o DeMolay Brasil
© 2020 SCDB | Centro Nacional de Liderança DeMolay
SGAN 909 - Asa Norte - Módulo A - CEP: 70790-091 - Brasília - DF
© 2020 DeMolay Brasil | Supremo Conselho DeMolay Brasil. TODOS DIREITOS RESERVADOS.

Desenvolvido por Plural